Ajuda

Bilhetes para Museu Guggenheim: sem filas

A maior galeria de Nova Iorque é famosa por seu aclamado acervo de arte moderna

 
Bilhete flexível: cancelável até 24 horas antes da data da visita
Entrega instantânea dos bilhetes
Sem filas
Acessível a cadeiras de rodas: O museu é acessível a cadeirantes, com exceção da High Gallery
Guia: Os tours abertos ao público conhecidos como "Art in the Round" e guiados por educadores experientes do Guggenheim começam às 14:00. Os tours são gratuitos e não é necessário reservar
Bilhetes digitais aceitos
Atualização Tiqets
Devido aos desdobramentos do surto do COVID-19, estendemos a nossa política de cancelamento.

Visão geral

Destaques

  • Deixe-se perder neste palácio de arte moderna, com um acervo importante a nível mundial e exposições regulares de grandes artistas internacionais
  • Projetado por Frank Lloyd Wright, o prédio é uma obra de arte por si só, com uma rampa espiralada no interior que dizem ter sido inspirada nas linhas côncavas de uma concha do mar
  • Com obras de Cézanne, Picasso, Kandinsky, Monet, entre outros, a atual exposição do Guggenheim voltada para o Impressionismo, o Pós-impressionismo e obras-primas modernas francesas é imperdível

Exposições

The Fullness of Color: 1960s Painting
Em cartaz  - 2 de ago de 2020

Com The Fullness of Color: 1960s Painting, o Guggenheim reflete acerca deste período artístico durante o qual a teoria das cores, as percepções óticas e as composições geométricas foram expandidas.

Os anos 1960 testemunharam o abandono do Expressionismo Abstrato, no qual pinceladas cruas e evocativas dirigiam-se a uma sociedade pós-guerra. Estes gestos de expressão emotiva foram aprofundados através da cor.

Artistas como Helen Frankenthaler aplicaram tintas acrílicas diluídas em telas de algodão inacabadas e Morris Louis, Kenneth Noland e Jules Olitski metodicamente despejaram, encharcaram ou borrifaram tinta nas telas, dando a elas uma riqueza primitiva.

Marking Time: Process in Minimal Abstraction
Em cartaz  - 2 de ago de 2020

Os anos 1960 e 70 foram uma época no mundo da arte onde os espectadores eram convidados a participar do processo de encontrar sentido junto com o artista. Muitos artistas usaram materiais evocativos que enfatizavam o processo de produção. Desta forma, o resultado final nem sempre é a obra completa, mas sim o engajamento contínuo entre o objeto de arte, aquele que vê e o artista.

Marking Time: Process in Minimal Abstraction dá destaque a este conceito. Quer sejam pinceladas interligadas, um lápis atravessando a tinta fresca ou um alfinete atravessando o papel repetidas vezes, somos encorajados a recriar o processo criativo envolvido na produção de uma obra de arte. Entrar no domínio do artista pode levar a um entendimento íntimo do tempo, da intensidade e do ritmo que cada obra exigiu.

Countryside, the Future
Em cartaz  - 14 de ago de 2020

Apenas 2% da superfície do mundo é ocupada por cidades. No entanto, com a rápida expansão das áreas urbanas e industriais, os 98% restantes, que podem ser vagamente descritos como “região rural”, também estão mudando. Este é o foco de uma exposição única no Museu Guggenheim. Countryside, The Future, aborda questões ambientais, políticas e socioeconômicas urgentes que afetam a vida em áreas não urbanas.

Com base no trabalho do arquiteto e urbanista holandês Rem Koolhaas e do diretor do AMO think tank, Samir Bantal, a exposição explora o conceito moderno de lazer, planejamento em larga escala por forças políticas, mudança climática, migração, ecossistemas humanos e não humanos, preservação orientada pelo mercado, coexistência artificial e orgânica e outras formas de experimentação radical que estão alterando as paisagens do mundo, enquanto mudam a própria definição do que pensamos ser uma região rural.

Descrição

O Museu Solomon R. Guggenheim (ou apenas "Guggenheim") dispensa introdução. A colmeia futurista de Frank Lloyd Wright é um marco arquitetônico e seu interior abriga um acervo de arte moderna famoso a nível mundial, que celebra o século XX em diante.

Idealizado em 1943 pelo famoso arquiteto Frank Lloyd Wright, o Museu Solomon R. Guggenheim abriu ao público em 1959 e transformou o mundo da arte moderna. Seu design continua a ser tão inovador como era nos anos 1950, com uma rampa espiralada elegante que leva à espetacular cúpula de vidro.

Exposições frequentemente atualizadas exibem uma gama variada de obras de novos artistas interessantes e pesos-pesados culturais. Com tours guiados gratuitos, áudio-guias para download e aplicativos interativos de realidade aumentada, é uma experiência adequadamente contemporânea – imperdível para amantes da arte e da arquitetura e para aqueles que queiram recriar a cena de abertura do filme Homens de Preto.

Bilhete

O que está incluído

Acesso ao acervo permanente
Acesso às exposições temporárias (se disponíveis)

Política de cancelamento

  • Cancelamentos são permitidos até 24 horas antes do dia da sua visita
  • É possível fazer alterações a este bilhete

Local

Horário de funcionamento

Terça Fechado
Quarta Fechado
Quinta Fechado
Sexta Fechado
Sábado Fechado
Domingo Fechado
Segunda 10:00 - 17:30

Como chegar

Museu Solomon R. Guggenheim
1071, 5th Avenue, 10128, Nova York
Abrir no Maps

Notas e avaliações

4.8
420 avaliações
5
86%
4
11%
3
2%
2
0%
1
1%
17 de out de 2019
Muito bom!
2 de out de 2019
MAGNIFICO
16 de fev de 2018
Uma experiência verdadeiramente excecional, onde o clássico se alia ao moderno!

Perguntas frequentes